Operação Passadiço prende quadrilha em Sergipe

Operação Passadiço prende quadrilha em Sergipe

Autor: ACS/DPRF
Data de Inserção: 11/06/2008

Empresários pagavam propina e tinham ‘passe livre’ para veículos irregulares.

Brasília e Aracaju (11/06/2008) – Mais de 150 agentes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal, além de representantes do Ministério Público Federal e da Procuradoria da República, prenderam na manhã desta quarta-feira em Sergipe uma quadrilha formada por empresários e policiais.

Batizada como Operação Passadiço (que passa rapidamente), a ação aconteceu em Aracaju e nos municípios de Cristinápolis e Malhada dos Bois, interior do estado. Pontualmente às 6 horas, equipes mistas iniciaram a prisão dos 19 acusados, muitos em suas próprias residências. A 7ª Vara da Justiça Federal de Aracaju também expediu 28 mandados de busca.

Os envolvidos foram indiciados pela Polícia Federal pelos crimes de corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha, prevaricação, falsidade ideológica e quebra de sigilo funcional. Um dos agentes presos também foi indiciado por porte ilegal de arma de fogo.

Limpeza ética – Entre os integrantes da quadrilha, 12 são policiais rodoviários federais e sete, empresários e servidores da iniciativa privada. O processo de desarticulação do grupo começou há um ano, a partir de denúncias apuradas pela Corregedoria da PRF em Sergipe. A investigação apontou que os policiais facilitavam a passagem de veículos irregulares, mediante pagamento regular de propina. As empresas beneficiadas circulavam freqüentemente com excesso de peso ou de passageiros.

Na semana passada, outra ação da Corregedoria Geral da Polícia Rodoviária Federal prendeu em flagrante quatro policiais que extorquiam sacoleiros no agreste pernambucano.

Em 2008, a Polícia Rodoviária Federal já contabiliza 21 policiais rodoviários presos por crimes e desvios de conduta. Após responderem a processo administrativo, os agentes poderão ser demitidos do serviço público federal, além de enfrentarem ações na Justiça comum pelos atos praticados.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: